Google+ Badge

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Fenômenos do Sono

              O que acontece enquanto dormimos? Os fenômenos que acontecem durante o nosso sono não foram bem entendidos pelos cientistas até hoje, mas é fato que não é um simples descanso: há atividade cerebral em todo o período e durante um estágio particularmente curioso, há características similares às da vigília. Aqui estão resumidos alguns dos acontecimentos clássicos do sono, geralmente medidos num exame chamado polissonografia.

As diferenças fisiológicas entre o sono e a vigília podem ser avaliadas por uma série de métodos: eletrocardiograma, para aferir a frequência cardíaca, eletromiograma, para medir o tônus muscular, eletro-oculograma, para verificar os movimentos oculares e o eletroencefalograma (EEG), para monitorar a atividade elétrica cerebral. Durante a vigília, o EEG mostra ondas não sincrônicas, num ritmo rápido e de baixa voltagem. Durante o sono, geralmente aparecem ondas num ritmo lento e de alta voltagem, que representam a sincronização dos neurônios ativos. Além disso, pode ser medido o nível de resposta a estímulos externos, que se traduz na facilidade em acordar durante o sono.
O primeiro estágio do sono é caracterizado pelo meio termo entre vigília e sono, com boa resposta a estímulos externos, mas EEG característico do sono. No segundo estágio, o EEG é marcado por períodos em que as ondas se tornam de alta frequência, depois voltam à baixa frequência característica do sono. Nesses estágios, o sono é considerado leve, mas já há diminuição da frequência cardíaca, do tônus muscular e dos movimentos oculares. No terceiro e no quarto estágios, as ondas têm frequência ainda menor e amplitude maior, e é difícil acordar nesses estágios. Ao mesmo tempo, frequência cardíaca, tônus muscular e movimentos oculares permanecem baixos.
Em seguida, ocorrem grandes alterações: há uma drástica redução do tônus muscular, ao mesmo tempo em que os movimentos oculares aumentam muito, eleva-se a frequência cardíaca e as ondas cerebrais voltam a parecer com as da vigília, de alta frequência e baixa voltagem. Esse é o chamado sono REM (de Movimento Ocular Rápido, ou Rapid Eye Movement em inglês). Nesse período geralmente ocorrem os sonhos. Após o sono REM, inicia-se um novo ciclo de sono. Os ciclos geralmente duram aproximadamente 90 minutos, sendo que há alterações na duração dos estágios: o sono REM torna-se mais duradouro nos ciclos finais, ao passo que os estágios 3 e 4 tornam-se mais curtos, e o estágio 1 só ocorre uma vez, no início da noite de sono.
brain waves of different sleep stages
Ondas cerebrais típicas nos diferentes estágios do sono
Bibliografia:
LENT, Roberto. Cem bilhões de neurônios? Conceitos fundamentais da neurociência. São Paulo, Atheneu, 2010 Segunda Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário