Google+ Badge

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Melatonina

               Depois de ver os principais neurotransmissores relacionados ao sono, vale a pena ter uma ideia sobre o principal hormônio do sono, a melatonina. Ela é secretada pela hipófise, têm sua síntese estimulada pela ausência de luz e, assim como os mecanismos do sono vistos anteriormente, influencia o ciclo circadiano. Essa influência se dá promovendo o sono. Além disso, ela tem efeito sobre outros processos fisiológicos noturnos, como a lentidão da digestão, o estímulo do sistema imune e queda da pressão arterial, do ritmo cardíaco e da temperatura corporal. Os níveis de melatonina sobem no início da noite, permanecem altos durante toda a noite e são praticamente indetectáveis durante o dia.
Sleepy
                Os níveis de melatonina são mais altos durante a infância, caem na adolescência e depois caem mais ainda em idosos. Por isso, a melatonina também é associada ao ciclo da vida, ou seja, ao crescimento, amadurecimento e envelhecimento.
               A síntese da melatonina na hipófise ocorre a partir da serotonina, que é um importante neurotransmissor da vigília, como já foi visto. Assim, durante o dia, quando geralmente o estado é de vigília, os níveis de serotonina estão altos. Quando é noite, e o sono é estimulado, parte dessa serotonina é convertida em melatonina pela hipófise. A serotonina, por sua vez, é sintetizada a partir do aminoácido triptofano.
 
               Por sua ação indutora do sono no ciclo circadiano, muitas medicações contra distúrbios do sono são à base de melatonina. Os efeitos do hormônio podem explicar alguns possíveis efeitos colaterais desse tipo de medicação: sonolência, baixa temperatura corporal e pequenas alterações na pressão sanguínea. Um distúrbio tratado com esse hormônio é o jet lag, ou seja, alteração do ciclo circadiano em função de voos que atravessam fusos horários. Os principais sintomas são fome, sono e vigília em horários indesejados e desorientação. É fácil perceber que a “reiniciação” do ciclo circadiano pode resolver esse problema, e é essa a suposta ação da melatonina.
Suffering Time Zones and Jet Lag

Outro distúrbio que pode ser tratado com melatonina é a síndrome da fase do sono atrasada (Delayed Sleep Phase Syndrom em inglês, ou DSPS). Essa síndrome é causada pelo atraso do ciclo circadiano e resulta em dificuldade de dormir e depois em acordar na hora desejada. Aparentemente, adolescentes e jovens adultos são particularmente suscetíveis ao distúrbio. Novamente, o tratamento com melatonina é feito com a intenção de regularizar o ciclo circadiano. Outra situação em que essa regularização pode ser benéfica é no caso de trabalhadores noturnos ou com turnos de trabalho irregulares.
Em alguns casos de insônia, há evidências de que o suplemento de melatonina possa ser um tratamento eficaz. Além disso, é relativamente comum o uso de suplementos de melatonina sem prescrição médica, apenas para “melhorar o sono”, mas não há base científica que comprove a eficácia desse tratamento; na verdade, a maior parte dos estudos indica que geralmente não há melhoria na qualidade do sono com suplementação de melatonina.
              
Bibliografia:

4 comentários:

  1. Em nome do pessoal do blog, gostaria de agradecer!

    ResponderExcluir
  2. gostaria de saber se há interação medicamentosa com o uso concomitante de cloridrato de amitriptina com a melatonina, visto que eu uso há anos o cloridrato de amitriptilina apenas, mas queria utilizar a melatonina juntamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tarso, você recebeu resposta para sua dúvida? Estou exatamente na mesma situação.

      Excluir